É uma das cirurgias abdominais mais realizadas e a principal causa são os cálculos dentro da vesícula que causam sintomas. Hoje em dia quase a totalidade desta cirurgia é realizada por videocirurgia (cirurgia sem corte ou minimamente invasiva), que tem como principais vantagens, menor dor pós-operatória, incisões mínimas, redução do tempo de internação hospitalar e menor taxa de complicacões.

Sintomas

  • Dor abdominal no lado direito da barriga ou na boca do estômago, geralmente tipo cólica;
  • Náusea (enjôo) e vômitos;
  • Desconforto abdominal;
  • Amarelão (icterícia);
  • A maioria das pessoas não tem sintomas, e o achado de pedra na vesícula é incidental.

Além da dor, o cálculo pode ocasionar a inflamação da vesícula, que é uma situação que requer tratamento de urgência. Outra complicação é a pancreatite aguda que pode ser leve ou grave.

Diagnóstico

A ecografia abdominal (ultrassom) é o método mais utilizado para a detecção das pedras na vesícula biliar.

Tratamento

O melhor tratamento é o cirúrgico. Apesar de terem sido tentados vários tratamentos para dissolver as pedras ou quebrá-las, como pode ser feito com as pedras nos rins, nenhum tratamento deste tipo foi eficaz ou resolveu de forma definitiva o problema.

Na maior parte das vezes a cirurgia é realizada por videolaparoscopia, no qual se faz quatro pequenas incisões dentro do abdome. Por meio desses pequenos orifícios um instrumental especial é introduzido e o procedimento é observado em um monitor de vídeo de alta definição.